Esses dias estava lendo um artigo antigo  sobre os lábios da Kylie Jenner, depois de têr-lo lido fui dar uma olhada nos comentários. O quanto de gente julgando não só a ela e a própria família Kardashian eram incontáveis. Não vim falar especificamente desse caso mas vou pegar este como exemplo. O que tem demais fazer uma cirurgia plástica para a própria satisfação? Vejo tanta gente falando "Você deveria se aceitar do jeito que nasceu", e se eu não quiser? Porque pelo que eu sei, não é "Você" que está no meu corpo, se olhando todo dia no espelho e não gostando do que vê. Sim, eu gostaria de me aceitar, mas eu não quero, não quero porque se eu tenho condições de fazer uma droga de uma cirurgia para mudar algum detalhe que eu não goste, que seja, sou eu. Mesmo que sejam muitos detalhes, se são esses detalhes que te façam infeliz, só seja quem é você, tanto por dentro, quanto por fora.
Os padrões de beleza existem, mas não é só por eles que as meninas ou meninos querem fazer cirurgia plástica. O problema é que a maioria das pessoas tem esse pré conceito de que toda pessoa que já a fez e está super diferente, foi estimulada de alguma forma a ter feito ela ou algo do tipo. Mas não passa pela cabeça delas de que, a pessoa quer ser do jeito que ela quer ser, esse tipo de atitude pode vir de um estranho, colega, amigo, irmão, pai e mãe. Já estou cansada de tantas vezes que já li textos de garotas e garotos que o pai ou a mãe não aceitam esse tipo de cirurgia, pessoas que talvez estavam chorando ao escrevê-los, esse tipo de atitude de um próximo ou distante pode levar até a uma depressão.
Vou citar uma ocasião que já aconteceu comigo. Um dia estava caminhando pela rua com a minha mãe, faz tempo que queria avisar a ela que eu vou me consultar com uma dermatologista para retirar um sinal que eu tenho no nariz, que me incomoda desde... desde sempre. Ela só não gritou comigo porque estávamos na rua. Falou alto citando coisas horríveis, falou que ia ficar com uma cicatriz horrível e que se eu o fizesse, não ia ser mais a Mony dela... Vocês não tem noção, ou talvez tenham, de como isso me atingiu, de uma forma tão grande que quando eu cheguei em casa entrei no meu quarto e comecei a chorar, fiquei mal por uma tarde inteira, falei com as minhas amigas sobre e elas me deram total apoio, fiquei bem por causa delas, se não fosse por elas talvez eu ficasse tão mal que desistiria até do blog, insulto feito por estranhos a gente pode até deixar para lá, mas feito por alguém que a gente ama é como um tiro no coração. Nós nunca mais tocamos no assunto.
Mas mesmo depois disso tudo eu continuo querendo retirar aquele sinal, não me sinto eu por causa dele, não gosto de tirar fotos do meu lado esquerdo por causa dele, e quando tiro, eu a edito e retiro-o, fico escondendo o lado esquerdo do meu rosto tanto quanto eu posso, também é um dos motivos de eu não fazer tutoriais de maquiagens nem investir num canal sobre. Não é por um "padrão de beleza" que faz-me pensar desse jeito, e sim porque eu não gosto e não o quero.
Espero que tenham gostado, me abri bastante hoje, estava precisando disso, obrigada.

Com amor, Mony.